junho 27, 2008

O Monstro do Mar Revolto

É meus caros, o clima de protesto pela periodicidade da nossa coluna "Cinema Obscuro" continua. Infelizmente tem algumas sexta-feiras (ou seria sextas-feiras?) que fico incapacitado de postar é claro que por conta disso, no resto da semana, o Brasil inteiro sofre, pois todos os tipos de manifestação contra a minha pessoa são feitas, causando transtornos no trânsito e na rotina dos cidadãos que não tem nada haver com o peixe. Eu sei que minha credibilidade não esta valendo nem um papel de bala amassado, mas vou tentar dar um jeito nisso.

O filme de hoje, dando continuidade aos clássicos de Ray Harryhausen é "O Monstro do Mar Revolto" (It Came from beneath the sea, 1955) numa tradução literal seria "A coisa que veio do Mar" gosto mais do título escolhido pois a tradução remete a vários trocadilhos de duplo sentido, que no momento não vale a pena discorrer.


No filme um enorme polvo, criado pela radição de testes nucleares, comete o terrível erro de se lançar contra o submarino do capitão Pete Mathews ( Kenneth Tobey) , levando o bravo comandante a persegui-lo por todo o oceano pacífico antes que ataque alguém. Enquanto o exército apressa-se a desenvolver um torpedo especial capaz de penetrar no cérebro do polvo mutante e destruí-lo , o monstro de oito braços rapidamente descobre como sobreviver na terra. Impõe o caos na Golden Gate , levando os habitantes de São Francisco a fugir para salvar as suas vidas.

Por causa do baixo orçamento Harryhausen criou um polvo que só tinha seis tentáculos, o que na película não faz a menor diferença pois o que importa quando o monstrengo aparece é a destruição e a correria que ele causa.


A direção do filme é de Robert Gordon, que mais tarde se dedicaria ao western televisivo das séries Maverick e Bonanza. E ainda contava com a bela Faith Domergue fazendo o papel e uma biológa, que mais tarde se torna o interesse romântico do capitão do submarino. Como na maioria dos filmes de Ray, os atores pouco importam, a grande diversão e ver a técnica do mestre em ação em cenas que inspiraram e inspiram até hoje grandes diretores como Tim Burton, Roland Emerich e até mesmo JJ Abrams com o seu "Cloverfield".

Assim como "Earth vs The Fliyng Sauces" este filme vem com a opção de ser visto colorizado por computador, o que é uma curiosidade interessante pois, como já disse antes, é uma técnica muito bem feita.

Para os fãs de Harryhausen um prato cheio para esta sexta-feira, e para a garotada que nunca viu, fica a dica para saber de onde surgiram estes efeitos maravilhosos.

Nome Original: It Came from Beneath the Sea
Direção: Robert Gordon
Elenco: Kenneth Tobey, Faith Domergue, Donald Curtis, Ian Keith, Dean Maddox Jr., Chuck Griffiths, Harry Lauter, Richard W. Peterson, Tol Avery, Del Courtney,
País: EUA
Ano: 1955
Duração: 79 min
É claro que eu sou um sacana e puxei parte destas informações do blog Câmara de Filmar
Por hoje, é só...

Um comentário:

Andre Esteves disse...

E aí pessoal?

A um tempo não entrava no Universo. Hoje resolvi dar uma olhada, e me deparei com esse ótimo artigo sobre cinema. Me animei e dei uma lida em alguns contos, tudo de muito boa qualidade.

Fico muito feliz de ver que vocês continuam produzindo e bem, apesar de todas as dificuldades da nossa vida diária.

Já está de volta ao meu "circuito semanal de blogs", com certeza!

Grande abraço

BuscaPé, líder em comparação de preços na América Latina
BuscaPé, líder em comparação de preços na América Latina